Presidente da África do Sul rejeita acusações de corrupção

Johannesburgo, 17 – Em uma sessão tumultuada no Parlamento, o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, rejeitou as alegações de que ele seria influenciado por uma rica família do setor empresarial, ressaltando que é dele a responsabilidade pela indicação de ministros.Ontem, o vice-ministro de Finanças do país divulgou um comunicado afirmando que a rica e politicamente influente família Gupta ofereceu diretamente a ele o cargo de ministro das Finanças, no lugar de Nhlanhla Nene, que deixou o posto em dezembro.”O presidente está disposto a assumir a responsabilidade pela decisão e renunciar em frente ao povo da África do Sul?”, questionou Mmusi Maimane, líder da Aliança Democrata, no Parlamento.”Eu estou no comando do governo, eu nomeio nos termos da Constituição”, disse Zuma.

Powered by WPeMatico