Coronel Marco Antônio Badaró Bianchini pede para deixar o cargo de comandante-geral da PMMG

O Governo de Minas Gerais confirmou o pedido de exoneração Coronel Marco Antônio Badaró Bianchini do cargo de comandante-geral da Polícia Militar (PMMG). O coronel, que assumiu o cargo em 1º de janeiro de 2015, solicitou o afastamento nesta quarta-feira alegando “motivos pessoais” para saída. Bianchini sugeriu que o Chefe do Estado Maior da PM, o Coronel Helbert Figueiro de Lourdes, assuma o cargo. A troca de comando e a nova nomeação ainda deve ser oficializada nos próximos dias.

Powered by WPeMatico