E depois das férias, o que fazer com tanto vídeo?

São Paulo 11/01/2017 – Uma ideia para evitar esquecimentos e esquentar as noites em família ou com amigos é editar os registros de férias, os transformando em filmes bacanas para ser assistidos em qualquer lugar – na TV, no celular, computador ou outros dispositivos

Com celulares e câmeras fotográficas cada vez mais potentes, com maior capacidade de memória e de resolução, o dilema de sempre das férias volta este ano mais forte: o que fazer na volta com centenas de vídeos e fotos? O comum é que acabem perdidos em algum pendrive ou no PC e que nem sejam curtidos.

Uma ideia para evitar o esquecimento e esquentar as noites em família ou com amigos é editar os registros de férias, os transformando em filmes bacanas para ser assistidos em qualquer lugar – na TV, no celular, computador ou outros dispositivos.

Embora muita gente ainda ache que editar filmes é coisa trabalhosa e difícil, uma solução que permite a literalmente qualquer pessoa criar vídeos com acabamento profissional já se encontra no mercado – e a um preço convidativo. Trata-se do programa de edição para uso em PC Nero Video 2017, lançado no final do ano pela companhia alemã Nero AG.

Com base em seus mais de dez anos de mercado, essa nova edição do Nero Video oferece na tela do computador uma ilha de edição completa e, ao mesmo tempo, facílima de usar – uma das coisas mais legais nele é que os efeitos especiais, cortes, inclusão de voz e de música de fundo são superautomatizados, tornando fácil o que antes era difícil. Ou seja, dá para pegar vários vídeos de férias e, através de cortes e sobreposições, transformá-los em um vídeo único ‘bacanão’.

Para fazer um videoclipe, por exemplo, é possível até sincronizar a música de fundo com fotos e vídeos incluídos: o andamento do filme é trabalhado sutilmente para que partes mais vibrantes da música sejam traduzidas nas imagens e, ao chegar ao final, a música vai baixando enquanto sobem os créditos. Sim, igual em cinema. Há centenas de efeitos de vídeo, para legendas e som. No quesito música, aliás, dá para incluir múltiplas trilhas sonoras – para colocar, por exemplo, ruídos de desenho animado e outras graças.

A qualidade de saída é outro destaque. O Nero Vídeo 2017 permite que o filme seja salvo em dezenas de formatos, cada qual adequado a um tipo de visualização ou equipamento. Melhor ainda: a partir do PC, os vídeos podem ser enviados direto, via wi fi, para qualquer equipamento da casa, incluindo a TV. E, para quem exige simplesmente o máximo, o programa permite que o vídeo seja salvo em formato 4K, de definição tão alta quanto do cinema, ideal para as SmartTVs de hoje em dia. Nesse sentido, a Nero caprichou, incluindo mais de 100 efeitos, modelos de imagens e transições especiais para 4K.

O preço de tudo isso? O Nero Video 2017 é vendido a R$ 165 em versão completa pelo site oficial da Nero para o Brasil (www.nero.com/ptb). Quem tem versões anteriores do programa recebe, ainda, descontos progressivos.

Para rodar, o software só precisa de um PC com Windows 7 ou 10 e, de preferência, 4 GB de memória. O resto é só diversão.