racas-de-caes, caes, animais-de-estimacao -  - O maravilhoso pet Beagle

O maravilhoso pet Beagle

Existem alguns registros da existência de um cachorro bastante semelhante ao Beagle contemporâneo na Grécia Antiga. Em tratados que foram datados no período de 433 A. C. há a possibilidade de ler sobre uma raça de cão que possui a capacidade de detectar a presença de coelhos de muito longe.
Pulando da Grécia Antiga pra a Inglaterra do século XI também achamos várias referências a espécies que poderiam ser as origens dos entrelaçamentos que resultariam no cachorro Beagle que conhecemos nos dias atuais. Com o intuito de se chegar até aos cães Beagle recentes, duas raças de cães bem definidas foram acasaladas: Galgos Ingleses e Talbot. Os cachorros que começaram a nascer frutos do cruzamento dessas duas espécies são considerados parentes distantes do cão Beagle Contemporâneo.
Mesmo com toda a tecnologia existente para se descobrir a origem de algumas espécies de cachorros, houve entre os estudiosos uma pequena complicação em encontrar os registros apropriados com o objetivo de se chegar até a origem do cão Beagle. Outrora, independente da espécie de cachorro, se, por acaso, o cachorro fosse de um tamanho mediano, ele era nomeado como Beagle. Esses registros eram datados do século XVIII na Inglaterra. Mas esses documentos provam que durante o mesmo período havia uma preocupação em produzir uma raça de cachorros de pequeno porte que fosse eficiente para a caça, principalmente de lebres e coelhos. É muito evidente que para executar essa tarefa o olfato aguçado era crucial.
Em termos de referências mais modernas, tudo aponta que a base para a raça atual foi uma matilha desenvolvida pelo reverendo Phillip Honeywood em 1830, também na Inglaterra. Acredita-se que os primeiros cães com as características da raça contemporânea começaram a ser exportados para os EUA após o ano de 1840. Foi naquele país que a espécie tornou-se bastante popular. Os cãozinhos norte-americanos ficaram mais renomados por lá do que na sua terra de origem.

racas-de-caes, caes, animais-de-estimacao -  - O maravilhoso pet Beagle

Características do Beagle

Fora a sua expressão doce, o Beagle é um cão intrépido, inteligente, tal como carinhoso e feliz. Apesar do seu tamanho mais compacto, não se engane: ele é um cachorro bastante robusto. Possui orelhas longas que pendem para os lados e pelagem curta, densa e resistente. Em geral, ele possui três colorações e com as pontas do seu pelo esbranquiçadas.
O peso dos cães dessa raça varia muito, segundo a estatura e do tamanho do animal. O cão Beagle pesa entre 8 e 14 quilos, e, além disso, medir entre 33 e 40 centímetros. Essas informações são da Federação Internacional de Cinofilia.
Os Beagles têm um excelente faro, o que indica que ao irem para um passeio, são capazes de sair da vista do seu proprietário ao sentirem um cheiro que atraia a sua atenção. Por isso é relevante adestrá-los desde pequenos para que possam acatar a seus proprietários no momento em que necessário.

Temperamento do Beagle

Dono de uma personalidade dócil e travessa, o Beagle pode ser barulhento, gostar de ganir e ladrar quando não treinado da forma adequada. Porém, não fique preocupado: o Beagle é completamente fácil de lidar. Ele adora brincar com crianças.
São habituados a estarem juntos a outros cães, uma vez que a partir da sua origem foram habituados a permanecer em matilhas, contudo, apesar do seu temperamento, ele é um cachorro de caça muito eficaz. O Beagle é capaz de viver bem, seja em um habitat urbano ou rural. Ele também é bem levado.
Devido ao seu comportamento birrento, o mais adequado é que ele venha a ser utilizado desde muito cedo a obedecer a seu proprietário. Por ser birrento e o seu treinamento ser complicado, esse cão não é conveniente para proprietários inexperientes ou que não têm pulso firme para ensiná-los da forma melhor. Certos treinadores insinuam que o cachorro Beagle é um cão “o qual não pode ser adestrado”, uma vez que ele realmente só faz o que deseja.
Contudo, ele detém uma característica comportamental bastante balanceada. Os cachorros dessa raça não apresentam brutalidade nem timidez, tendo a capacidade de ser, também, um cão alerta.

Benefícios de se ter um cachorro Beagle

– São muito mansos e aprazíveis
– Sabem lidar muito bem com crianças pequenas
– Muito amorosos
– Ajustam-se em diferentes ambientes, seja casa ou apartamento
– Têm uma excelente sáude
– São cachorros fáceis de cuidar não necessitando de tosas incessantes ou escovação constante

Pontos fracos

– São travessos e desordeiros
– São muito teimosos
– Possuem disposição para a obesidade
– Podem ser muito sonoros e um tanto chatos no momento em que filhotes
– Um enorme problema típico da raça é a tendência a apresentar incoveniências na pele, como eczemas e alergias
– Para os cachorros com uma cauda mais grossa, é capaz de ocorrer a doença chamada “Beagle Tail”, porém bem menos comum. O Beagle Tail é uma infecção das glândulas anais, a qual forma uma dobradura entre o ânus e a cauda, abafando o lugar e ocasionando infecção. Para tratar a “Beagle Tail” é preciso a utilização de anti-inflamatórios somadas a antibióticos.

Como cuidar de um Beagle

Por serem bastante inquietos, as práticas físicas devem ser diárias, ou, por outro lado, eles são capazes de se tornar tristes ou gordos, porque, além disso, eles gostam muito de se alimentar. O cão Beagle precisa de uma dieta padrão e balanceada, de primeira linha.
Os banhos não precisam ser frequentes, a cada quinzena, com uma perfeita escovação no fim para retirar os pelos soltos, o que já é suficiente para conservar a higiene do cão em dia. Recorde de cortar as unhas de vez em quando, na ocasião em que necessário, e realizar uma tosa esporadicamente.
Nesse momento, o cuidado necessita ser redobrado relativo aos olhos e às orelhas. Se tratando das orelhas – pelo motivo de serem longas e tombadas – a atenção deve ser focada na limpeza, uma vez que essa área é muito propícia ao acúmulo de sujeira levando o cachorro a sofrer com doenças como a otite.
Eles podem sofrer do problema conhecido como “Terceira Pálpebra” ou “Hiperplasia da Glândula de Harder”. Ela é caracterizada por criar uma camada de carne bem esponjosa em volta da área dos olhos do Beagle.

Filhotes de Beagle

Para se obter um Beagle, verifique a sua origem para que não ocorra pequenos contratempos. Filhotes de cão Beagle são capazes de ser um grande desafio! O Beagle é um cão deslumbrante com alma de vagabundo, fiel aos seus instintos de caçador.
Os cães Beagle são capazes de se tornar ótimos companheiros, fazendo uma excelente parceria com seus donos durante 14 anos ou até mais, ainda que ele possa parecer “largadão” ou auto-suficiente.
O filhote deve ter uma fisionomia viva e radiante e deve mostrar que é curioso e bastante atento às coisas que ocorrem ao seu redor, sem sinais de temor ou agressividade. Evite adquirir cachorros muito arredios, que se escondam das pessoas, já que este costume pode dificultar a aprendizagem e a socialização do cão.
O amor deve ser inevitável, contudo você necessita mostrar bastante firmeza quando preciso. Deve-se evitar quando o filhote seja excessivo nas brincadeiras ou que faça coisas erradas. Mostre a seu cachorro Beagle quem é que dita as regras! Mas jamais com brutalidade. Para alguns estudiosos, ensinar qualquer cão é difícil, contudo o Beagle torna essa atividade ainda mais difícil.

Curiosidades a respeito do Beagle

– A Rainha Elizabeth I conservava a raça Beagle chamada como Pocket Beagle (na tradução, Beagle de Bolso). Ela tinha um criadouro desta raça, onde chegou a desenvolver exemplares que possuía entre 20 e 23 cm.
– Sucedeu em 2013 um fato inesquecível relacionado a esss raça: vários ativistas soltaram inúmeros Beagles do “Instituto Royal” que eram utilizados como animais de testes para medicamentos e outros propósitos.
– Por causa do seu olfato apurado, o cão Beagle foi usado como um cachorro farejador em aeroportos, pela polícia dos Estados Unidos, a fim de que pudesse identificar drogas ou outros produtos ilícitos.