Border Collie - Guia Completo Animais de Estimação Cães Raças de Cães

Border Collie – Guia Completo

Essa raça é muito esperta, leal, bem robusto e com bastante vitalidade. Adora o trabalho e está constantemente pronto para uma recreação. Eles são bastante dóceis e submissos, contudo bem recatados relativo a pessoas desconhecidas. Eles ainda não apreciam servir sentinela ou defender suas dependências.
Fora de ser bastante disciplinado, o Border Collie é um cão que se julga contente ao acatar um pedido ou comando de seu proprietário e os seus sinais iniciais de fidelidade já são capazes de ser notados a começar do desmame. Para que você possua muito êxito no treinamento, é fundamental que você passe a educá-lo o mais cedo possível.
Bem habituado para a vida familiar, o Border Collie familiariza-se satisfatoriamente com humanos e também com os demais animais de estimação, sendo capaz de viver serenamente em habitações que já possuam a presença de outros animais de estimação. Essa espécie está entre as mais espertas do planeta, por causa de sua lealdade e o seu jeito de olhar faz com que os demais animais conservem-se distantes.

Origem e História do Border Collie

A espécie Border Collie foi criada pro pastoreio, na Grã-Bretanha, e as preliminares citações à raça possuem registros de a partir do século XIX. A raça veio a colocar determinados fundamentos inéditos na maneira como seria feito o trabalho de pastoreio. Apresentando sua liderança para o rebanho, esta raça ladrava firmando seu poder. Logo em seguida, eles começavam a dar voltas ao redor do gado para deslocá-los até o local pretendido. A mudança que o cão Border Collie trouxe foi a eficácia de administrar o rebanho sem ladrar. O Hemp, antepassado direto do cachorro Border Collie, foi a primeira raça a dirigir um gado sem jamais ladrar.
O que conhecemos do cachorro Border Collie deve-se muito ao Hemp. Não existia um verdadeiro interesse à fisionomia da espécie. No ano de 1906, data em que a preliminar padronização foi definida, eram destacados o temperamento e a competência do pet ao pastoreio.
Inicialmente, eles eram chamados de “Sheepdogs”, em outras palavras, “cães pastores de ovelhas”. A nomenclatura contemporânea apareceu em 1915, quando as pessoas, admiradas pela imponência dos “Sheepdogs” requisitaram que a American Kennel Club (AKC) considerasse a espécie, contudo foi unicamente no ano de 1995 que ele foi, de fato, aceito.

Atributos da Raça Border Collie

A cabeça do cão Border Collie é um pouco larga, entretanto nada que seja desproporcional com relação ao seu pescoço e o restante do corpo. Por ora o seu nariz possui uma dimensão mais curta do que os demais cães do mesmo grupo. Os olhos também são muito interessantes, parecendo que estão a todo o momento bem ligados a tudo que está ocorrendo em seu meio, com um formato oval e, habitualmente, são da cor marrom.
Suas orelhas ficam pendidas para a lateral, mas como são menores, têm-se a sensação de que ela está sempre elevada. O cão Border Collie mostra uma impressionante extrutura óssea e corpo bem uniforme e musculoso. Isto possibilita que ele seja capaz de correr bastante e juntamente ter força para efetuar algumas funções de trabalho as quais são comuns à espécie.
O olhar está entre as particularidades inigualáveis do Border Collie e com certeza o artifício mais curioso da raça. É um olhar hipnotizante que o cão dirige às ovelhas, motivando-as a ficar no ambiente. Esse mesmo olhar normalmente é voltado para os demais animais e ainda os demais cães que tem o hábito de se sentir constrangidos e um pouco irados com esse hábito.

Pelagem do Border Collie

A espécie tem duas variantes em seu pelo: pelagem semilonga ocasionando uma juba, culotes e uma cauda de raposa, e pelo curto. Contudo, em todos os tipos de pelagem, o pelo é bem denso. A segunda camada de pelos é bastante densa e sedosa, propiciando ao cão Border Collie maravilhosa defesa ao tempo ruim. Já, no seu focinho, a pelagem é baixa e lisa. Até em decorrência de possuir sua criação essencialmente propícia ao serviço, o cachorro Border Collie não fica em um parâmetro bastante fixo quanto ao perfil físico almejado.
No decorrer dos anos o Border Collie foi sendo aperfeiçoado com outros cães que mostravam peculiaridades e características iguais em relação ao pelo, por esse motivo esse foi um ponto que acabou ressaltado no produto definitivo da raça moderna.
Em relação a coloração, o cachorro Border Collie possui uma enorme variedade de cores, podendo se exibir nas colorações, castanho, avermelhada, preto e, também, em uma tonalidade azulada por cima de um fundo branco, entretanto esse não é tão habitual.
Pra uma melhor excelência em sua pelagem, as escovações têm que ser regulares, contudo os banhos podem ser concedidos uma vez a cada mês. Nos cães que apresentam pelos compridos, a escovação deve ser feita diariamente.

Vantagens de ter um Border Collie

Essa é uma fantástica aquisição, se você estiver procurando um companheiro. Ainda que possua um hábito de independência, se criado desde novo com outros adultos e animais, ele torna-se completamente dependente humanos. Mesmo que conviva extremamente bem com espécies divergentes, ele ainda prefere manter-se um pouco mais separado. Ele gosta de conviver com cachorros da mesma raça.

Caso você solicite algo pra o seu Border Collie, fique relaxado: missão dada é missão cumprida! Eles ficarão completamente alegres em obedecer você. Focado, o cachorro dessa raça costuma se entregar por completo ao que lhe é solicitado, sendo ainda, bastante arisco com relação a pessoas desconhecidas e muito defensor e enciumado com as pessoas mais próximas.
A sua potência física é um diferencial. Se ele precisar de expor sua rapidez, não se assuste! Ele dispõe de uma impecável estrutura corpórea, possuindo bastante agilidade e força. O cão também tem a aptidão de tarefa em grupo muito presente no seu temperamento diário. Na ocasião em que submetido a determinados modelos de adestramentos, consegue trabalhar com diversos cães no mesmo grupo. Caso a competição exigir uma determinada competência ou aptidão, então não se surpreenda com o que o pet Border Collie é capaz de fazer.

Problemas comuns do Border Collie

O Border Collie é um cão robusto e muito saudável, quase isento de problemas hereditários, no entanto é usual em machos distúrbios de osteocondrite dissecante, e anomalia na cartilagem. Ao longo da sua vivência, o cachorro Border Collie pode exibir alguns distúrbios na região dos olhos e em seus quadris, em razão disso, ainda que não aparente nada, leve o seu cão a um médico-veterinário para exames de rotina.
Logo após os 3 anos, ele é capaz de exibir um problema de retina, conhecido como “Atrofia Progressiva da Retina”, o qual é uma anormalidade devida a um acúmulo de melanina. Essa enfermidade, que chegou a afetar 12% dos cachorros ingleses no período de 1980, alcança hoje em dia somente por volta de 1% do criadouro inglês.
Outra disfunção que, por infelicidade, é capaz de prejudicar os cães Borders Collie é a “Anomalia do Olho do Collie”, esta se caracteriza por uma mudança de lugar da retina e é capaz de manifestar-se bem precoce. A CEA resulta em hemorragias e perda de visão e afetam por volta de 2% dos espécimes. Muito mais excepcional, entretanto não menos importante, é a Displasia Coxo-Femural, essa que se caracteriza por uma disfunção do encaixamento da bacia e do fêmur.
Apresentando um tempo de vida girando por volta dos 14 anos, o Border Collie tem uma tolerância muito elevada para dor e que pode fazer com que algumas enfermidades sejam escondidas pedindo a atenção dos donos para qualquer tipo de acidente.

Como cuidar de um Border Collie

Você deve incentivar seu cachorro a realizar alguns atividades físicas todos os dias, ao menos por 60 minutos, o que faz com que seu cachorro esteja mais saudável. Eles precisam de atenção com muita frequência, de outro modo eles são capazes de se aborrecer à toa e começar a apodrecer os seus pertences em casa. O cachorro da espécie Border Collie que passa bastante tempo amarrado, é capaz de ficar muito agitado e tornar-se agressivo.
Então, habitar em uma casa ou apartamento de tamanho considerável e que tenha acesso a lugares abertos já é um grande começo a fim de manter um cão Border Collie com saúde, já que seu nível de energia é bastante alto e ele tem necessidade de ambientes onde possa correr e divertir-se.
Poucos cães são tão voltados ao serviço como o Border Collie. Ele gosta de ficar com a família.

Filhotes de Border Collie

Caso você esteja muito determinado, você possuirá muito êxito em adestrar o seu pet Border Collie. Não importa o tempo, contanto que você esteja determinado, você poderá educá-lo com bastante tranquilidade e simplicidade.
O impulso natural de pastoreio do Border Collie é ainda em tal intensidade que inclusive os pequenos filhotes já principiam a assumir a postura típica da raça no momento em que trabalha. Vários cientistas acreditam que a pose característica do pet Border Collie faz com que as ovelhas se vejam acuadas e intimidadas.

Curiosidades a respeito do Border Collie

– O poder do pet Border Collie é a habilidade de subjugar e estabelecer sua superioridade sobre as ovelhas sem proporcionar latidos ameaçadores ou atos hostis como morder. Mesmo sem aterrorizar ou intimidar, o Border Collie é capaz de controlar todo o gado sem qualquer complicação. A enorme diferença desta espécie entre as as demais especializadas em pastoreio é o fato do pet Border Colliecachorro Border Collie não ladrar, por conta disso ele se ressaltou em relação as demais espécies.
-O Border Collie é o cachorro mais inteligente do planeta, segundo o livro “A Inteligência dos Cães”, do autor Stanley Coren. Ele é capaz de controlar o gado única e simplesmente através do olhar, como se ele hipnotizasse o gado.
-De acordo com alguns estudiosos, o termo Collie deriva de um vocábulo anglo-saxão, que quer dizer “preto”, embora não se pode comprovar esta hipótese. Os demais exprimem que deriva da palavra Welsh Coelius, que quer dizer leais, à medida que alguns afirmam que o nome deriva do Colley que se remete a um tipo de ovelhas escocesas. Esses cães eram bastante usados em divisas, daí a origem de seu título “Border”: Mais exclusivamente nos limites da Escócia e do País de Gales com a Inglaterra.