Basset Hound - Tudo Sobre Animais de Estimação Cães Raças de Cães

Basset Hound – Tudo Sobre

A raça de cachorros Basset Hound foi criada pra perseguir espécimes menores, como coelhos e lebres, e inclusive é utilizada para esse propósito em diversos lugares. No momento em que ele não encontra-se caçando, ele é um amigo irreverente de todos os familiares que ama a criançada.

Informações acerca da Raça

O cachorro da espécie Basset Hound tem uma personalidade tranquila e aspecto nobre. No mesmo momento em que é um excelente cão de caça, ele ainda é um esplêndido cachorro para se fazer acompanhamento. Além disto ele é um símbolo publicitário graças à sua aparência formosa. Sua denominação deriva do francês “basse” que significa “baixo”. O Basset é um cão extremamente pequeno, seu corpo chega quase a encostar o solo. Seus ossos são bem pesados e o corpo musculoso, geralmente tem o peso entre 25 Kg a 35 Kg. Ainda que não possua muito mais de trinta e oito centímetros de altura, são cães compridos com patas bem pequenas. Eles têm um nanismo denominado “Acondroplasia”, que torna suas pernas muito curtas. Esse cachorro vai querer deitar no seu colo todo tempo, mesmo que quase nunca irá se encaixar muito bem. Por causa de serem cachorros caçadores, eles foram ensinados para seguir suas vítimas por meio do cheiro, por conta disso são notáveis rastreadores. Os Bassets Hounds são um dos melhores cachorros farejadores do planeta, encontrando-se apenas atrás da raça “Bloodhound”. Para se tratar do Basset não é exigido enormes sacrifícios, pois seus pelos são muito tranquilos de tomar conta, além do que, possuem a pelagem encurtada, bem lisa e de uma consistência endurecida. A grande parte destes cachorros vem no clássico parâmetro tricolor: preto, marrom e branco, mas também pode ser o que se conhece como avermelhado aberto e branco (marcas avermelhadas em um pelo esbranquiçado), vermelho fechado e esbranquiçado (vermelho sólido com patas esbranquiçadas e cauda), ou amarelado e esbranquiçado. Você pode observar um Basset Hound cinza mas presume-se que esta coloração em cães da espécie Basset Hound pode estar relacionada a distúrbios de genes. O Basset tem uma pele amarrotada na face, principalmente toda vez que está farejando qualquer coisa, além disso têm uma cabeça arredondada e um focinho bem pequeno. Muitos Bassets têm um olhar triste, todavia isso é causado em razão desta pele solta na sua fisionomia, todavia, ao mesmo tempo, isso apenas amplia o charme destes Bassets. Os Bassets foram constituidos para fins de perseguições, todas suas particularidades possuem um motivo. Estas ruguinhas que há em volta da cabeça desses cachorros servem para capturar muito mais o cheiro do que eles estão rastreando, e as suas orelhonas rastejam por sobre o chão e ainda absorvem os cheiros. As pernas pequenas desse Basset Hound fazem com que esse cão se movimente vagarosamente do que cães de patas mais compridas, o que torna mais fácil para os caçadores acompanharem o Basset Hound em caminhadas. Sua cauda é comprido e possui uma extremidade esbranquiçada no final, favorecendo a percepção do espécime pelos caçadores sempre que estão seguindo em grama elevada. No lar, o Basset Hound é calmo e muito preguiçoso. Ainda por cima é bastante divertido, bem leal ao seu dono e também muito amigo. Eles se ajustam com diversos outros tipos de animais e também de pessoas, porque, ao longo de sua constituição, eles foram gerados como matilhas. Basset Hounds abominam permanecer solitários por bastante tempo e são capazes de desenvolver um hábito detestável e passar a uivar se deixados largados por bastante tempo. Seu latido característico é elevado e é capaz de ser escutado a longas distâncias. O cachorro da raça Basset Hound não encontra-se muito dinâmico em casa, devido a isso pode ter ganho de peso e tornar-se obeso bem rápido. O acúmulo de gordura pode proporcionar distúrbios nas costas e nas pernas de cachorros desta raça. Dessa maneira, a atividade física habitual é um dever para estes cães. Contudo, ainda que ociosos, eles adoram sair pra passear e em especial caminhar, porque têm uma maravilhosa intensidade. O Basset adora cheirar, então tenha tolerância toda vez que for sair para andar com seu cachorro. Atente-se para o emprego da coleira, pois eles afastam facilmente toda vez que farejar um cheiro que chama a atenção deles. Dado que são bastante determinados em farejar, eles vão seguir o odor pela rua e vão poder passar até mesmo em frente a um veículo a fim de irem seguir o odor, sendo capaz de se lesionar se não ficarem presos pela guia ou em um jardim cercado. Ao domesticar um Basset, exercite sua serenidade. Eles são extremamente indisciplinados, birrentos e custosos de serem educados, consequentemente pense deixar o treinamento bem prazeroso ao seu cão. Muitos Basset Hounds irão acatar às ordens, todavia outros só aceitarão caso você tenha uma gratificação deliciosa para oferecer a ele. O treinamento de um Basset Hound dentro de casa inclusive é um desafio, porém com calma e persistência, você é capaz de ultrapassar esse desafio. Todavia não instrua-os exageradamente, o agrado e a gentileza vão ser seus amigos nessa empreitada. O Basset Hound é um cão emocionalmente sensível e vai se desligar do treinamento caso seja tratado rudemente. O latido de um Basset é genuíno. Eles mais gemem que latem. Ao pedir comida ou qualquer atenção, o seu latido se afigura a uma lamentação. Pela perseverança eles podem adquirir o que almejar, inclusive petiscos e paparicos. Basset Hounds bem-criados são cachorros com boa personalidade, irreverentes e, frequentemente, radiantes. Lidam bem com outros cachorros e crianças. Suas enormes manias são a tendência de salivar e chorar no momento em que estão desacompanhados. Se você pode tolerar as características únicas do Basset Hound, ele pode tornar-se um maravilhoso amigo para você e seus familiares, que vai ficar alegre em divertir-se por toda a casa, no quintal, como se estivesse caçando.

Destaques da espécie

Basset Hound - Tudo Sobre Animais de Estimação Cães Raças de Cães    Como todos os cachorros de caça, Basset hounds podem ser teimosos e difíceis de domesticar em casa. Aconselha-se treino com caixotes. Não interessa o que estiver a sua frente, ele percebeu qualquer odor que chame a sua atenção, ele vai fazer o que conseguir para rastreá-lo. Por causa disso, conserve seu Basset Hound em uma guia à medida que estiver passeando na rua. Com bastante rispidez você não conseguirá adestrá-lo. Eles são bem irritáveis e independentes. Se você não gosta de espécimes salivadores, não adquira um Basset, pois ele baba além da medida. Devido a pele frouxa ao redor da cavidade bucal, eles ainda tendem a fazer bastante baderna sempre que tomam algum líquido. Se você não gosta de cães que exercem muita sujeira e babam em excesso, então já sabe: o Basset não é o aconselhado pra você. Basset Hounds em muitas ocasiões possuem gases. Entretanto se este distúrbio se mostrar de forma excessiva, fale com um veterinário. Uma modificação na dieta é capaz de auxiliar. A obesidade é um distúrbio verdadeiro para Basset Hounds. Vigie continuamente sua alimentação, porque enquanto tiver ração em suas tigelas eles irão ingeri-la. Se ficarem obesos, eles são capazes de chegar a demonstrar problemas nas costas e nas articulações. Ao se dar alimentos a um Basset não siga a dica dos sacos de rações, porém sim, o tamanho e o peso do seu cão. De preferência veja um veterinário. Como os Basset Hounds são predispostos a engordar, é melhor alimentá-los duas ou três vezes por dia, em porções menores, do que de uma vez só. Após o seu cão alimentar-se, não o permita que faça exercícios físicos com muita intensidade. Não é simplesmente simplesmente comer e está tudo bem. Você precisa olhar se ele está passando bem após a refeição, preferentemente por aproximadamente sessenta minutos. Para não ter distúrbios de infecção no ouvido, limpe a orelha do seu Basset toda semana. É extremamente importante purificar as extremidades das orelhas do Basset Hound com muita constância porque, por serem longas, as orelhas podem arrastar através do chão, por sobre poças de água, ficando muito sujas. Pelo tamanho de suas patas, não deixe que seu Basset fique saltando de alturas consideráveis, pois não é adequado para os Bassets. Pegue o cão e apoie sua coluna para assegurar que ele não se lesione ao saltar de móveis e outros locais grandes. Ao passo que amadurecem, os bebêzinhos de Bassets têm a tendência de sofrer determinados problemas. Procure não deixar um bebêzinho dessa espécie exagerar sempre que diverte-se e desencoraje o pequeno Basset Hound a pular de cima de mobílias. O Basset não sabe nadar muito bem, em razão do peso que possui em sua constituição física, mais da metade está na região posterior do seu corpinho. Faça de tudo para que seu Basset Hound não vá em uma piscina, porque ele pode vir a ter problemas e afogar. Pra comprar um cachorro sadio, jamais selecione um filhote de um criador irresponsável ou em um comércio de cães sem procedência. As enfermidades são capazes de ser passadas de raça para raça, por causa disso verifique com o vendedor se o seu cão está em condições de saúde apropriadas.

História do Basset Hound

Os Hounds foram criados em uma alteração da origem de St. Hubert, a qual produziu um cãozinho nanico de patas bem encurtadas. Não obstante sua constituição remeter-se ao objetivo de caça, precisamente pelo seu porte e suas pernas minúsculas, o Basset é capaz de ter sido usado primeiro como simples curiosidade. Deu-se no livro ilustrado a respeito de espécimes de caçadas, “La Venerie”, em 1585 que possuímos o primeiro registro do Basset Hound. Os Bassets Hounds são bastante parecidos com os contemporâneos Basset Artésien Normand, bastante requisitados atualmente na França. Os Basset Hounds foram inicialmente populares com a nobreza francesa, contudo após a Revolução Francesa, eles tornaram-se os cachorros de caça dos plebeus que necessitavam de um cachorro que aguentavam seguir a pé, sem possuir acesso aos cavalos. Em meados do século XIX, o Basset foi importado para a Grã-Bretanha. O primeiro par de Bassets Hounds originou 5 cachorrinhos na Inglaterra no período de 1866. Foi Sir Everett Millais quem trouxe um Basset Hound do país francês, no período de 1874. Millais impulsionou a espécie na Grã-Bretanha e iniciou um programa de procriação no seu próprio canil, assim como em cooperação com esquemas de geração especificados por Lord Onslow e George Krehl. Millais é considerado como o responsável por lançar o Basset na Inglaterra, sendo chamado de “criador do Basset Hound”. Millais mostrou primeiramente um Basset em um espetáculo de cães britânicos no ano de 1875. Alguns anos depois, a raça tornou-se ainda mais famosa quando Alexandra, a princesa de Gales, conservou Basset Hounds nos canis reais. O clube britânico Basset Hound foi criado no ano de 1884 na Grã-Bretanha. O Basset foi importado para as Américas no ciclo colonial, porém não se disseminou exatamente nos EUA até o início do século XIX. A AKC (American Kennel Club) denominou legalmente a espécie em 1916, ainda que o Basset tenha sido mencionado primeiramente em 1885. Porém, no continente americano, no ano de 1928, foi que o Basset passou uma ampla virada. Naquele mesmo ano, o periódico Time mostrou um Basset Hound em sua primeira página e divulgou uma narrativa a respeito do quinquagésimo segundo Westminster Kennel Club Dog Show, no Madison Square Garden, escrita como se fosse enxergada pelos olhos de um cãozinho da espécie Basset Hound. O fascínio do Basset Hound foi descoberto, e a partir desse período, o Basset Hound passou a aumentar sua fama. Por causa da sua bela aparência, o Basset foi inserido culturalmente, de forma geral, em torno da década de 60. O Basset é tão famoso que foi catalogado pelo AKC em vigésimo oitavo de 155 espécies que há no planeta. Isso revela como o Basset se disseminou em todo o mundo. O estilo como seus proprietários festejam seu encantamento pela espécie é muito difícil de se explicar. Milhares de famílias e de Bassets se dirigem a espetáculos únicos que ocorrem em diversas extensões do mundo.

Tamanho do Basset Hound

Se sua moradia possuir diversos degraus de escadas não é sugerido que se tenha um Basset, pois ele é muito vigoroso e você necessita pensar se irá conseguir carregá-lo cada vez que necessitar. E no momento em que ele estiver enfermo e inapto de caminhar: você irá ser capaz de levantá-lo toda vez que for preciso?

Personalidade do Basset Hound

O Basset, com sua aparência suave, é bastante descontraído. O que efetivamente remove a sua atenção são os cheiros que ele nota. Apesar de manifestar bastante brandura, ele está a toda a hora concentrado. Ele é muito desobediente, especialmente se não for perfeitamente treinado, ou seja, no momento em que se utiliza muita rudeza ou estupidez. A forma melhor de adestrar um Basset Hound é utilizar procedimentos positivos e dar a ele prêmios. Faça com que seu Basset tenha outras sensações desde filhotinho: relacionar-se com os demais cães, pessoas e cheiros, desta maneira ele poderá ser capaz de se sociabilizar naturalmente. A sociabilização irá ajudar a assegurar que seu cãozinho Basset Hound se desenvolva para ser um cão equilibrado.

Saúde do Basset Hound

Basset Hounds geralmente são saudáveis, entretanto, como todas as raças, são predispostos a certos distúrbios de saúde. Nem todos os Basset Hounds manifestarão as doenças habituais à raça, porém é importante ter conhecimento delas se você deseja ser dono deste cachorro. Com o objetivo de se obter um filhote, peça ao vendedor que lhe dê as autorizações de saúde dos pais dos filhotinhos que irão ser adquiridos. Permissões de saúde comprovam que o cão foi analisado e está livre de certos problemas. Dilatação gástrica-volvulus (GDV): denominado ainda torção gástrica ou inchaço, ela pode ameaçar o bem-estar de seu cão, principalmente caso seu cão seja alimentado em grandes quantidades ao longo do dia, bebem grandes volumes de água logo depois de alimentarem-se e se praticam atividades físicas vigorosamente depois de se alimentarem. Muita gente admite que o alimento concedido ao seu cão interfere ainda mais. A dilatação é mais comum entre cães mais velhos, todavia pode ocorrer em todas as idades. A torção acontece depois de um acúmulo de ar ou gases no estômago. O Basset é incapaz de arrotar ou golfar para se libertar do excesso de ar no seu estômago e o regresso normal do sangue para o coração é impedido. A pressão do sangue baixa e o cão entra em um estado de choque. O cão falecerá caso não seja ajudado por um veterinário imediatamente. Suspeite de inchaço se o seu cachorro tem um abdômen distendido, está salivando excessivamente e vomitando sem parar. Ele também é capaz de estar agitado, estressado, letárgico e débil, com uma frequência cardíaca rápida. Com a finalidade de evitar esse tipo de problema, castre o seu animal, pois há uma suspeita de que esse problema pode ser herdado. Enfermidade de Von Willebrand: figura-se como uma enfermidade de genes que pode ocasionar sangramento de leve a relativamente grave e demorado. Se você suspeita que o seu Basset Hound possui a doença de Von Willebrand, exija ao seu veterinário que realize um exame de sangue e ache as precauções primordiais antes de algum procedimento cirúrgico. Panosteíte (inclusive chamado de Laminação errante ou Transiente): Essa é uma moléstia indescritível que em algumas ocasiões é observada em jovens Basset Hounds. Seu sinal primário é a claudicação repentina e as crias podem superar o quadro até a idade de 2 anos, sem qualquer problema a extenso prazo. Pode ser grave ou simples a claudicação. Por causa da complicação dos médicos-veterinários em descobrir o real problema, diversos veterinários dão vários modelos de diagnósticos: displasia do quadril, displasia no cotovelo, luxação da patela e, também, distúrbios mais graves. Ainda que não seja útil, com um diagnóstico errado, um médico-veterinário pode desejar fazer uma cirurgia. Ao perceber indícios, peça uma outra opinião a um médico em ortopedia antes de assentir que a operação seja efetuada. Glaucoma: Basset Hounds são predispostos ao Glaucoma, uma condição em que a pressão no interior do olho fica elevada, podendo levar à cegueira se não for detectada e tratada precocemente. Ao verificar que seu cachorro esfrega um ou os dois olhos constantemente, ou que os olhos deles se mostram vermelhos, não hesite em levar o seu cachorro a um veterinário pra um check-up mais detalhado. Em questão de tempo, o olho do seu cachorro é capaz de ser afetado pelo Glaucoma, ferindo seriamente a retina ou o nervo ótico. Alergias: Os Bassets Hounds são propensos a alergias. As alergias a alguns alimentos são diagnosticadas e curadas eliminando esses alimentos da dieta do cachorro até que o verdadeiro motivador do distúrbio seja diagnosticado. Quando a pele do cão entre em contato com shampoos, pós para pulgas ou os demais produtos químicos pode ser gerada uma alergia por contato. Elas são tratadas detectando e tirando a causaDetecta-se a razão e, depois, tira-se inteiramente o que se encontrar fazendo mal a seu cão. Luxação patelar: esse é um problema frequente em cachorros pequenos. É causada no momento em que a patela não está perfeitamente nivelada. Isto causa claudicação na pata ou uma caminhada incomum, como um salto. Por via de regra, pode acontecer desde o nascimento da espécie, porém a luxação ou o desalinhamento não se suceda precisamente até muito mais tarde. Doença do disco intervertebral: Em certos casos pode haver a perda do controle do intestino e do rim, tal como a complicação em se erguer por meio das patas traseiras ou uma atrofia. É muito preciso toda vez apoiar a coluna e a parte da frente do seu Basset Hound ao pegá-lo. Se acontecer um enorme problema, o tratamento pode fundamentar-se no emprego de medicamentos, isolamento e também uma operação para remover os discos que estão ocasionando o inconveniente. Em casos menos comuns, até uma cadeira de rodas pode ser utilizada pra orientar o seu cachorro a se deslocar. Inflamações de ouvido: Cuide sempre limpando por dentro dos ouvidos de seu Basset Hound a cada semana e levando-o para o veterinário se o ouvido começar a feder ou se parecer inflamado. Obesidade: As raças Basset Hound podem sofrer com um significativo problema: a obesidade. Displasia do quadril: Esta deformidade no quadril pode se originar por vários motivos: hereditários, dieta e o meio ambiente. Basset Hounds afetados conseguem ser capazes de levar vidas naturais e saudáveis, porém alguns podem necessitar de procedimentos cirúrgicos para se locomoverem sem restrição. Essa é uma condição genética em que o fêmur não ajusta adequadamente na articulação do quadril. Diversos cachorros mostram dor e claudicação em uma ou todas as pernas de trás, porém você pode não notar sinais de desconforto em um cão com displasia do quadril. À medida que o cachorro vai amadurecendo, a artrite é capaz de se desenvolver e é preciso realizar exames de raio-x pra verificar o distúrbio. Os cães com displasia do quadril não devem se proliferar. Se você está adquirindo um cãozinho, requeira ao tratador que prove que os pais foram examinados quanto à displasia do quadril e estão sem o risco do distúrbio. Como dito antes, vários motivos podem gerar este transtorno: fora o genético, determinantes do meio ambiente, como o desenvolvimento acelerado, uma dieta altamente rica em calorias ou contusões obtidas devido a pulos ou caídas em pisos escorregadios.

Cuidados com o Basset Hound

Basset Hound - Tudo Sobre Animais de Estimação Cães Raças de Cães

Nem o calor exagerado ou o frio gelado são ideais pra o seu Basset. Os cachorros desta espécie ficam inativos dentro de casa, contentes por deitar ao sol durante todo o dia, contudo eles vão gostar mesmo de uma comprida caminhada, com variados cheiros pra serem percebidos.

Alimentação do Basset Hound

A cada dia o seu cão deve comer de 1, 5 a 2, 5 parcelas de ração de boa qualidade, fracionadas em duas refeições. Muitos fatores interferem na quantidade de alimento que seu bicho consome: o seu porte físico, o metabolismo, o período de atividade e sua idade. A porção de comida varia para os cães, tal como difere para os humanos. Um cachorro que está sempre deitado todo dia normalmente precisa de bem mais refeições do que um que se movimenta toda hora. Atente-se nas refeições: não adianta obter ração mais em conta para economizar, sendo que ela não terá os nutrientes vitais para o ótimo crescimento do seu cachorro, pois se ele ingerir uma ração cheia de proteínas e cálcio, ele não irá sentir precisão de comer todo momento. Todo mundo percebe que o Basset tende à obesidade e ama se alimentar. Mantenha seu Basset Hound em ótima forma mensurando sua comida e alimentando seu cachorro 2 vezes diariamente, ao invés de manter comida disponível sempre.

Cor do pelo e higiene

A impureza e a água são afastadas pela pelagem do Basset, devido a seu pelo pequeno e macio. A despeito do clima, o pelo espesso do Basset pode proteger o cachorro. O Basset possui uma fisionomia “enrugada” por causa de sua pelagem flexível e frouxa. Ainda que dificilmente percebido, esses cães têm uma pelagem amarela e branca. Por causa de problemas nos seus genes, ainda há na cor cinza, porém, devido a isso, não é recomendado que isso ocorra. A não ser pelos cuidados com a limpeza do ouvido e das rugas do rosto e com as babas que o Basset Hound vai deixando pelos cantos, este cão é fácil de tomar conta. A água e a impureza são repelidas pela pelagem bem pequena. Eles dificilmente necessitam de banhos (a não ser que eles tenham entrado na lama). Os pelos desse cão caem durante todo o ano, contudo se você escovar seu cachorro semanalmente, isto não irá ser um problema. As orelhas ficam bastante imundas devido aos Bassets as arrastarem ao longo do solo. Como o oxigênio não circula perfeitamente por entre os ouvidos interiores, eles são sujeitos de possuir distúrbios em seus ouvidos. Higienize os ouvidos dos Bassets ao menos uma vez por semana, com o intuito de prevenir quaisquer problemas vindouros. Limpe o lado de fora das orelhas para remover qualquer impureza, limpe as rugas do rosto com um pano úmido e abaixe-as inteiramente, e veja as patas para observar se existem feridas entre os dedos dos pés. Limpar os dentes cotidianamente é primordial caso você deseje evitar a enfermidade das gengivas e o hálito ruim. Corte as garras do Basset Hound 1 ou duas vezes a cada mês. Se, ao andar, tiver um barulho, logo está na hora de aparar as unhas de seu cão. As unhas cortadas deixam as patas em excelentes condições e previnem os arranhados em suas pernas quando seu Basset Hound pula em você com alegria para recebê-lo. O quanto antes, faça com que seu Basset se habitue a ser observado pelo médico-veterinário e também comece a penteá-lo. Manipule as pernas dele com uma certa frequência e veja dentro da boca e orelhas do seu cachorro o quanto for possível. Faça deste período uma experiência agradável, repleta de elogios e recompensas e você vai estar preparando o cão aos exames clínicos fáceis e pra outros tratamentos no momento em que for adulto.

Crianças e outros animais de estimação

Eles se dão incrivelmente bem com as crianças pequenas. Porém jamais deixe que uma criança monte no seu cãozinho, porque sua coluna é lesionada tranquilamente, e, especialmente, que as crianças nunca os maltratem. Jamais deixe de observar seu cão quando ver qualquer criança bem perto, porque estas crianças são capazes de pegar o rabo ou a orelha, fazendo com que esse cachorro se incomode e contra-ataque com uma mordida. Eduque sua criança a jamais aproximar-se de todo tipo de cão à medida que ele estiver se alimentando e a jamais tentar tomar a comida do cachorro. Os Basset Hounds gozam do acompanhamento de outros cachorros e inclusive são capazes de se dar satisfatoriamente com os bichanos, especialmente se eles são revelados a eles quando bem pequenos.